Confira os destaques da TV Justiça para o fim de semana

Sexta-feira, 26/5
20h30 – Iluminuras

O primeiro convidado é o professor Flávio Kothe, professor titular de Estética da Universidade de Brasília que tem mais de 40 livros publicados. Ele destaca algumas dessas obras, como a série sobre o cânone literário no Brasil, um ensaio sobre a arte e um romance ambientado na Alemanha durante a queda do muro de Berlim. No segundo bloco, o juiz federal Eduardo Rocha, elege seus autores preferidos, relembra o papel dos pais no seu gosto pela literatura e fala sobre sua obra mais recente, “Teoria Institucional da Praticabilidade Tributária”.
Reapresentações: 27/5, às 20h30; 28/5, às 20h30; 29/5, às 18h; 30/5, às 22h; 31/5, às 13h30; 1º/6, às 22h

21h30 – Em Cartaz
"Tristeza e alegria: as duas faces da advocacia política", quarto episódio da série “Advogados contra a Ditadura”, do cineasta Silvio Tendler, mostra aflições e casos engraçados sobre trabalho dos advogados durante o regime militar. Antes, o programa mostra depoimento especial do jornalista Saulo Gomes.
Reapresentações: 27/5, às 22h30 e 28/5, às 22h30.

Sábado, 27/5

7h30 – Plenárias
O destaque é o julgamento conjunto do RE 636331 e do ARE 766618, no qual o Plenário do Supremo Tribunal Federal decidiu que conflitos sobre extravios de bagagem e prazos prescricionais ligados à relação de consumo em transporte aéreo internacional de passageiros devem ser resolvidos pelas regras estabelecidas pelas convenções internacionais sobre a matéria, ratificadas pelo Brasil. O julgamento foi concluído na sessão desta quinta-feira (25). O Plenárias também vai mostrar como foi a audiência pública que discutiu aspectos técnicos da coleta de DNA aplicada à investigação forense, na qual foram ouvidos técnicos internacionais na matéria, especialistas brasileiros, juristas e estudiosos do tema para subsidiar o julgamento do RE 973837, da relatoria do ministro Gilmar Mendes. O processo aborda a coleta de material genético de condenados por crimes violentos ou hediondos para manutenção de banco de dados estatal.
Reapresentações: 27/5 às 15h e às 17h30; 28/5, às 7h30; 30/5 às 4h30; e 31/5 às 4h30.

9h – Academia
A pesquisa do mestre em Direito Constitucional, Fernando José Longo Filho, explica como estados e municípios podem administrar as regiões metropolitanas de modo eficaz. Participam do debate o doutor em Direito Osmar Paixão e a mestre em Planejamento Urbano Diana Meirelles da Motta.
Reprises: 28/5, às 9h; 30/5, às 9h; 31/5, às 9h.

12h30 – Meio Ambiente por Inteiro
O programa histórias de pessoas que decidiram trabalhar por um mundo mais sustentável e estão colocando em prática iniciativas antigas, como um colégio que desenvolveu um projeto de aproveitamento da água da chuva para limpeza e manutenção do prédio e da horta. Mostra ainda agricultores brasileiros que estão usando sensores de umidade do ar para saber o momento exato de irrigar o plantio com gotejamento e, assim, não desperdiçar água.
Reapresentações: 28/5 às 12h30; 29/5 às 12h; 30/5 às 18h; 31/5 às 12h; 1/6 às 12h30; 2/6 às 18h.

12h – Fórum
O programa fala sobre o estágio como opção de acesso ao mercado de trabalho. Entre alunos de graduação, ensino médio ou técnico, hoje, há um milhão de estagiários no Brasil, e a oferta bateu recorde no ano passado. Para falar sobre direitos e deveres dos estagiários, o Fórum convidou o advogado trabalhista Felipe Vasconcellos e o coordenador do Núcleo Brasileiro de Estágios, Rafael Oliveira.
Reapresentação: 28/5, às 12h.

18h30 – Repórter Justiça
O programa discute o conceito de justiça no Brasil, e até que ponto a ausência do Estado na segurança pública pode estimular a justiça com as próprias mãos, como os casos de linchamento. Entre os entrevistados está o advogado da família da dona de casa vítima de linchamento em Guarujá (SP), por ter sido confundida com uma suposta sequestradora de criança. Especialistas, advogados e um psiquiatra forense mostram que esse fenômeno da violência praticada em grupo é o mesmo que move as torcidas organizadas nos estádios de futebol, em conflito com adversários.
Reapresentações: 28/5, às 18h30; 29/5, às 20h30; 30/5, às 7h30 e 1º/6, às 20h30.

20h – Direito sem Fronteiras
O programa aborda a possibilidade de desarmamento do grupo terrorista ETA, vista com desconfiança por especialistas da área. Surgido em 1959, o Euzkadi Ta Azkatasuna, ou Pátria Basca e Liberdade, é um grupo separatista que atuava sempre com ações terroristas de extrema violência em defesa de um Estado basco independente. Hoje, bastante enfraquecido, o ETA resolveu se desarmar. O anúncio foi feito em 2011 e, a partir daí, o grupo passou por algumas etapas para se tornar pacífico. Para falar sobre o tema, o programa convidou João Costa Neto, doutor em Direito Constitucional, e Marcos Degaut, doutor em Relações Internacionais.

Domingo, 28/5

21h30 – Refrão
A viola de cocho é um instrumento típico do pantanal. Seu desenho, similar a uma pera, se espalha por monumentos, painéis e fachadas de Cuiabá (MT). Foi lá que Billy Espíndola decidiu fazer do ícone um símbolo contemporâneo: eletrificou a viola e deu vida à guitarra de cocho. No programa, Billy conta os detalhes da fabricação, e de como o músico utiliza o novo instrumento para misturar com rock, blues e country.
Reapresentações: 29/5 às 13h30; 30/0 às 21h30; 1/5 às 21h30; 2/6 às 13h30; 3/6 às 21h30.

Segunda, 29/5, a sexta-feira, 2/6

8h – Saber Direito Aula
O promotor de Justiça Samuel Sales Fonteles, mestrando em Direito e autor de inúmeras obras jurídicas, apresenta curso sobre Direito Constitucional: Controle de Constitucionalidade pós Código de Processo Civil de 2015.
Reapresentações: segunda a sexta-feira, às 23h30.

Fonte: TV Justiça

 




%d blogueiros gostam disto: