Mostra e exposição abordam realidades de periferias latino-americanas

A periferia latino-americana mostra seu talento no cinema e na fotografia hoje (6) no Rio de Janeiro. Além de uma mostra de filmes independentes e de baixo custo, a exposição fotográfica "Imagem Dá Margem" apresenta o cotidiano dos moradores da favela da Maré, na zona norte da capital fluminense, com personagens da história cultural da comunidade, sua arquitetura, paisagem e expressões populares.

O evento é gratuito e ocorre das 14h às 20h, no Memorial Municipal Getúlio Vargas, na Glória, zona sul. A iniciativa é do Projeto Audiovisual Maré, com patrocínio da Linha Amarela S.A. Lamsa, com apoio do Instituto Invepar, através do incentivo da Lei Rouanet. A coordenação do projeto esteve no Uruguai e na Argentina em contato com produtores locais independentes que firmaram parcerias para a exibição dos filmes.

As fotografias foram produzidas por alunos que participaram da Oficina de Audiovisual Maré e ficarão expostas até o dia 20 deste mês. No último dia da exposição, será oferecida uma oficina de câmara escura para os alunos do projeto Audiovisual Maré e aberto a 20 pessoas do público em geral. A oficina consiste em abordagem das propriedades da luz e dos princípios da fotografia a partir da construção de um objeto ótico chamado Câmara Escura. A inscrição pode ser feita na página do Facebook -AudiovisualMare.

Programação da mostra

O filme África no Horizonte retrata um intercâmbio rítmico e cultural entre a música afro-brasileira e senegalesa. Comunidades da Maré, no Rio de Janeiro, e comunidades de Dakar, em Senegal, encontram-se na trajetória do músico historiador Garnizé, formando um cenário onde a etnicidade, a música e a juventude são os elementos principais desse grande encontro de realidades sociais.

Já El Hombre Nuevo (16h20) conta a história de Stephania, travesti nascida na Nicarágua e adotada por um casal de militantes de esquerda uruguaio em plena revolução sandinista. O documentário acompanha o reencontro da Stephania com seu país de origem e sua família.

A produção argentina El Perro Molina (17h50) é uma ficção sobre um criminoso em declínio que tenta segurar a qualquer custo, o respeito pela amizade e pela palavra comprometida.

O filme O Massacre (19h30) apresenta Renaud, um haitiano que se muda para o Brasil em busca de oportunidades. Após passar por traficantes de pessoas, abusos de policiais estrangeiros, ter vencido o horror e o medo, descobre, finalmente, que lugar ocupam os negros em nosso país.

Oficina Audiovisual Maré

Criada em 2016, a Oficina de Audiovisual Maré capacita jovens da Maré para ingressarem no mercado de trabalho na área do audiovisual. Os alunos aprendem como editar vídeo e áudio e a fotografar. A oficina oferece 20 vagas para alunos entre 14 e 29 anos, que são moradores do Complexo da Maré. A última turma terminou o curso em fevereiro de 2017. A ideia do Audiovisual Maré é proporcionar mudanças dando oportunidade de formação técnica e geração de renda para jovens moradores da comunidade.




%d blogueiros gostam disto: