Em 12 meses, número de linhas móveis no país registra queda de 2,67%

celular

Em um ano, foram desligadas 6,6 milhões de linhas móveisArquivo/ABr

O número de linhas móveis recuou 2,67% no Brasil nos últimos 12 meses. De acordo com os números divulgados hoje (6) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), houve uma redução de 6.602.968 linhas na comparação entre outubro deste ano e de 2016. Em relação a setembro deste ano, houve uma pequena redução de 0,09%, o que representa 212.274 linhas a menos.

Segundo a Anatel, em outubro foram registradas 240.850.681 linhas móveis em operação. Desse total, a maior parte, 155.058.524, é de linhas pré-pagas. Os celulares pós-pagos somam 85.792.157 linhas. “Em 12 meses, o pré-pago registrou diminuição de 15.063.960 linhas, uma redução de 8,85%; e o pós-pago, aumento de 8.460.992, uma variação de 10,94%”, diz a agência.

O número de linhas com a tecnologia 4G, segundo a Anatel, apresentou um crescimento de 4,27% (mais 3.901.301 unidades). Também houve aumento das linhas utilizadas em aplicações máquina-máquina com mais 317.299 linhas, aumento de 2,19% em um mês. As outras tecnologias apresentaram redução.

Estados

Em outubro, apresentaram crescimento no número de linhas móveis os estados de Rondônia, Roraima, Amazonas, Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), “todos com crescimento inferior a um por cento”, de acordo com a Anatel.

No período de 12 meses, apenas o estado de São Paulo apresentou crescimento nas linhas móveis com aumento de 359.505 linhas, variação positiva de 0,58%.




%d blogueiros gostam disto: