Angra dos Reis entra em alerta máximo após fortes chuvas nas últimas 24 horas

Angra dos Reis (RJ) registrou nas últimas 24 horas o volume de chuva esperado para todo o mês de fevereiro. Foram 221,1 miíimetros (mm). Os locais mais atingidos foram a Vila do Abraão e a Praia do Sítio Forte, onde a Defesa Civil municipal decretou Estágio de Alerta Máximo, em razão das fortes chuvas nessas duas regiões.

No Abraão, a prefeitura liberou um abrigo na escola municipal do bairro para onde os moradores devem se deslocar em caso de risco iminente. No Frade, um muro desabou na escadaria da Rua Francisco de Souza e caiu em um terreno vazio. Não houve vítimas. Engenheiros da Defesa Civil estão no local fazendo uma vistoria no terreno. O Alerta Máximo é quando chove forte e há risco de deslizamento de terra, enchente e queda de barreira.

Rio com previsão de chuva

Já o município do Rio de Janeiro entrou em Estágio de Atenção às 1h20 da madrugada desta quarta-feira (14), em razão da chegada de uma frente fria associada à entrada de ventos úmidos que sopram do mar em direção ao continente. O Estágio de Atenção é o segundo nível em uma escala de três e significa a possibilidade de chuva moderada ou ocasionalmente forte nas próximas horas.

De acordo com o Centro de Operações da prefeitura, há previsão de pancadas de chuva com intensidade moderada a forte em diversos pontos da cidade, principalmente na zona oeste. As precipitações poderão vir acompanhadas de raios e ventos fortes. Na estação da Marambaia, na zona oeste, foram registrados ventos fortes, com velocidade de 55,8 quilômetros por hora (km/h).

No bairro de Sepetiba, choveu forte e houve queda de uma árvore na Estrada de Sepetiba, que está impedindo a passagem de carros. Não houve vítimas. Os bombeiros estão no local para cortar os galhos da árvores e liberar o trânsito. Choveu forte também na Grota Funda e na Barrinha, na zona oeste, e na Rocinha e na Urca, na zona sul.

Prevenção

Em caso de chuva forte, a recomendação é que a população permaneça ou procure um local seguro e evite áreas sujeitas a alagamentos ou deslizamentos. Moradores de áreas de risco precisam ficar atentos aos alertas sonoros. O acionamento das sirenes indica perigo de deslizamento e, nesses casos, a população deve se deslocar para os pontos de apoio estabelecidos pela Defesa Civil Municipal. Os telefones de emergência são 193 (Corpo de Bombeiros), 199 (Defesa Civil) ou 1746 (Central de Atendimento da prefeitura).




%d blogueiros gostam disto: