Desabamento provocado pelo temporal no Rio mata duas pessoas

As fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro entre a noite de ontem (14) e a madrugada de hoje (15) deixaram pelo menos dois mortos e um ferido na zona norte da cidade. As mortes ocorreram em um desabamento na Rua Olina, em Quintino Bocaiuva.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a corporação recebeu o chamado de desabamento, às 2h40 da madrugada. Ao chegar ao local, a equipe encontrou Marcos Garcia, de 59 anos, e Judina Magalhães, de 62 anos, mortos, e Alamir Cesar, de 90 anos, ferido. Ele foi atendido pelos bombeiros e liberado no próprio local.

A cidade ficou em Estágio de Crise (o mais grave na escala de três estágios da Defesa Civil municipal) de 0h25 a 5h30 de hoje, quando voltou ao Estágio de Atenção (intermediário). Em Jacarepaguá, foram registrados ventos de mais de 69 quilômetros por hora (km/h).

Foram registradas quedas de árvores em pelo menos 20 vias da cidade. A Auto-Estrada Grajaú-Jacarepaguá foi interditada. Às 7h30, a Avenida Brasil ainda estava com uma pista sentido centro interrompida ao tráfego, provocando um grande engarrafamento na altura de Ramos.

As avenidas Dom Hélder Câmara, na zona norte, e Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, além da Radial Oeste e a Linha Amarela sofreram também interrupções.

O dirigível (tipo de balão) de uma empresa privada caiu sobre os cabos da rede elétrica do sistema de trens do ramal de Santa Cruz. Segundo a concessionária Supervia, o incidente ocorreu por volta de 1h40, na altura da Estação Vila Militar, na zona oeste. Não havia tripulantes no veículo, que teria se soltado do local onde estava atracado devido aos fortes ventos.




%d blogueiros gostam disto: