Após queda de barreira, ônibus voltam a atender moradores de Visconde de Mauá

Os moradores de Visconde de Mauá, na região serrana de Resende, no sul-fluminense, voltaram a contar com o serviço de transporte coletivo. Os ônibus deixaram de atender a região no último dia 4, quando um forte temporal derrubou cerca de 50 barreiras e interditou a rodovia RJ 163, principal ligação de Resende com o alto da serra. O local tem foco na atividade turística, com inúmeras pousadas e sítios.

A rodovia só dever ser liberada dentro de um mês, de acordo com a previsão de engenheiros e técnicos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), qua atuam na limpeza e reconstrução da estrada. Como opção, o itinerário utilizado pelos ônibus é a rodovia RJ 161, por meio da Serra do Eme, que também foi atingida pela queda debarreiras, mas já está desobstruída após um trabalho de limpeza realizado pela prefeitura de Resende. De acordo com a concessionária de transporte coletivo, nesses primeiros dias o serviço funcionará de forma reduzida, com dois horários de ida e dois de volta, até que a via esteja em condições de receber um tráfego maior de veículos pesados.

Máquinas pesadas e caminhões continuam trabalhando na Serra do Eme, que está sofrendo interdições periódicas durante o dia para facilitar o trabalho dos operadores e também garantir a segurança dos motoristas. O sistema, que prevê interrupções no tráfego de veículos das 8h às 11h da manhã e das 13h às 17h, começou a funcionar ontem (13). A previsão é que na sexta(16), a estrada seja liberada para moradores, produtores e turistas. Até lá, a recomendação para quem precisa utilizar a via é redobrar a atenção e evitar circular no local durante a noite.




%d blogueiros gostam disto: