Inspeção em presídio de Campos apreende celulares, drogas e dinheiro

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), em conjunto com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), realizou uma grande operação de fiscalização no Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, onde apreenderam 129 telefones celulares, drogas, balança de precisão e prenderam dois internos em flagrante.

Cerca de 50 agentes da Coordenadoria de Inteligência e Segurança do Grupo de Apoio aos Promotores de Campos dos Goytacazes e da Seap participaram da inspeção nas galerias e celas do presídio. A operação resultou na maior apreensão já realizada nessa unidade prisional.

Entre os objetos apreendidos, estão 129 aparelhos celulares, três balanças de precisão para pesagem de drogas e 12 relógios, além de R$ 964,35 em espécie. Nas celas, os inspetores da Secretaria de Administração Penitenciária localizaram 634 invólucros de maconha, 885 invólucros e 2 tabletes grandes de cocaína.

A Promotoria de Investigação Penal de Campos vai dar início a investigações para apurar as circunstâncias em que o material apreendido chegou aos detentos. Os dois presos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Campos. Os celulares seguiram para o setor de inteligência da Seap.

 




%d blogueiros gostam disto: