Na imprensa internacional, Trump, Gaza e Macri são destaques

A influência russa na campanha republicana do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é destaque hoje (17) nos principais jornais norte-americanos. O assunto é o tema central do The New York Times e do The Wall Street Journal.

Em sua edição nacional, The New York Times apresenta uma reportagem sobre como o FBI (Federal Bureau of Investigation) embarcou, com estrito segredo, no time de campanha do então candidato Trump. O jornal The Wall Street Journal destaca em sua manchete que a Rússia tentou promover Trump nas eleições.

Os principais jornais europeus ainda refletem a crise na Faixa de Gaza, desta vez, focando que a reação do Irã após a transferência da Embaixada dos Estados Unidos de Tel-Aviv para Jerusalém, em Israel.

Os jornais franceses Le Figaro e o Les Echos destacam como a Europa tenta ficar unida diante de Donald Trump em relação ao acirramento diplomático com o Irã e menciona que empresas (francesas) são obrigadas a sair do Irã.

Os jornais britânicos The Times e The Independent dão destaque para um plano nacional para armar a polícia rural, enquanto que o The Guardian apresenta uma declaração do presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, afirmando que a Europa não pode mais confiar nos Estados Unidos.

Os argentinos Clarín e Ambito Financeiro concentram suas manchetes na crise cambial, pois o presidente Mauricio Macri afirmou que a crise ficou para trás e que o governo argentino buscará um acordo político para baixar os gastos públicos.

* O jornalista Moisés Rabinovici é comentarista da Rádio Nacional e apresentador do programa Um olhar sobre o Mundo na TV Brasil.




%d blogueiros gostam disto: